Diário de Bordo

Inline SkateTestes não formais e o dia a dia de usar patins com o freio de calcanhar.

Esse post é parte do Freio de Calcanhar.

 

 

 

Como-Colocar-Minha-Empresa-No-Google-Maps23/04 Lagoinha – Ribeirão Preto/SP
Mais um urban só que hoje só tinha cobra criada então esqueci da existência do freio de calcanhar.

Isso até eu ouvir um tec tec tec, o parafuso da última roda e consequentemente do freio de calcanhar estava soltando. Pit stop e tudo resolvido.

 

Como-Colocar-Minha-Empresa-No-Google-Maps22/04 Parque Maurilio Biagi
Nada de especial, só peguei para fazer slalom e exercícios funcionais com a família.

Falando de slalom, eu só faço o básico e as manobras que consigo são Fish e Snake, já o Cross tenho dificuldade sem o freio de calcanhar com ele não ia rolar mesmo. Fiz só para testes mesmo mas slalom é uma modalidade do patins que não combina com freio de calcanhar.

No link fotos e vídeos de algumas manobras nos cones com o freio de calcanhar.
https://goo.gl/photos/y1yjaK7QfxfcQkKy8

 

Como-Colocar-Minha-Empresa-No-Google-Maps21/04 Parque Maurilio Biagi
Como estava acompanhando e ambientando minha esposa novamente ao parque com seus novos patins, não puder fazer muitos testes com os freios de calcanhar, mas aconteceu uma coisa interessante, eu cai.

Sim, para os que odeiam o freio de calcanhar foi ele que me derrubou, mas calma, existe uma explicação pausível para isso.

Freio de calcanhar é indicado para iniciantes que em sua grande maioria patinam somente para frente e em linha reta, em dado momento eu fiz uma transição (até ai nenhum problema) seguida de um cross (cruzar as pernas) de costa, não lembrei de diferenciar a distância dos pés e travei os patins.

 

Como-Colocar-Minha-Empresa-No-Google-Maps16/04 Lagoinha – Ribeirão Preto/SP
Dia de urban com freio de calcanhar e me propus a fazer os ~12 km sem usar a frenagem em T, fraquejei e por duas vezes:

1. Chegando rápido em uma esquina, não queria perder muita velocidade para fazer uma curva e pegar uma descida na sequencia.

2. No pontilhão, para passar para o outro lado da pista, como eu tinha pouco espaço joguei um T bem curtinho mas nem precisava, foi questão de costume mesmo.

Fiquei com receio do freio de calcanhar pegar em desniveis ou buracos da rua, mas em nenhum movmento senti isso, veja alguns obstáculos do percurso:  https://goo.gl/photos/y1yjaK7QfxfcQkKy8

No geral é só questão de ter a confiança na técnica, algumas vezes que estava muito rápido exitei de usar o calcanhar pra frenar, então quebrei um pouco a velocidade com frenagem em Delta (ou A), me senti mais estável e ai sim, frenagem com o calcanhar.

Mas em dado momento peguei pra testar, acelerei a 7,84 m/s² por alguns segundos (só uma medição que tinha no momento por estar usando um medidor de força G) e sem usar outra técnica frenei com o calcanhar, demorou pra parar mas parou.

 

Como-Colocar-Minha-Empresa-No-Google-Maps15/04 Parque Maurilio Biagi
Confesso que fiquei um pouco apreensivo até me levantar com os patins, as primeiras remadas foram mais cuidadosas mas não senti nenhuma vez o freio pegar no chão ou atrapalhar minha remada.

Depois de patinar 2 km, não senti nenhum empecilho em fazer manobras que normalmente fazia sem os freios: Eagle, Cross step, Giro natural, Saltar, T entre outros, no link algumas fotos:  https://goo.gl/photos/y1yjaK7QfxfcQkKy8

Usei o freio de calcanhar tranquilamente e como esperado teve uma menor eficiência nas primeiras tentativas.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>